sexta-feira, 5 de março de 2010

Lembranças



Passeio na praia

adorado pai

reencontros de saudade

lembranças doces da infância

tonalidade azul clarinha

quase celeste

casinhas coloridas

cores de algodão doce

janelas de madeira branca

sustadas de encanto

mãos dadas em segurança

cachos ao vento

nuvens de algodão

rendas brancas, claras

miúdas, cuidadosas

bonecas de pano

artesanato

vestido branco

sandálias de corda

céu de verão

vento morno

não o nordeste típico

daquelas plagas

mas a brisa suave

trazendo talvez a tempestade

de verão


dos finais de tarde


tão...

trovoadas densas

dentro do peito

perfume de terra pelo chão

chuva deslizando pela janela

raios no horizonte

brilha meu coração

pela ternura incontida

do afeto de mãe

na morada acolhedora

quão doce visão

...

(MPV)

2 comentários:

Luz da Lua disse...

Olá Angelica´
Com que alegria estou aqui a ler teus versos, cheios de sensibilidade e poesia.Não sabia que tua veia poética havia ressucitado.Parabéns pela beleza deste post , texto e imagem, lindos.Beijo grande.

Luz da Lua disse...

Filha amada,
Voltei para rever tuas lembranças,
aliás, muito bem lembradas...São registros guardados na memoria que nos trazem à tona visões de momentos , como este,que nem a borracha do tempo consegue apagar.
Beijo grande, cheio de saudade.Te amo!