quinta-feira, 3 de julho de 2008

Quando te encontrei...




"Poema do Amor Perfeito"


Naquela nuvem, naquela,
mando-te meu pensamento:
que Deus se ocupe do vento.

Os sonhos foram sonhados,
e o padecimento aceito.
E onde estás, Amor-Perfeito?

Imensos jardins da insônia,
de um olhar de despedida
deram flor por toda a vida.

Ai de mim que sobrevivo
sem o coração no peito.
E onde estás, Amor-Perfeito?

Longe, longe, atrás do oceano
que nos meus olhos se aleita,
entre pálpebras de areia...

Longe, longe... Deus te guarde
sobre o seu lado direito,
como eu te guardava do outro,
noite e dia, Amor-Perfeito.

(Cecília Meireles)

5 comentários:

Orfeu disse...

´tou nada do outro lado do oceano, tou aqui contigo, esposa linda,
e embora não seja pescador (a não ser de sonhos...), apenas estarei, algumas vezes, do outro lado do rio, mas a noitinha volto para junto de tu, amore mio...

Anônimo disse...

" Longe,longe...Deus te guarde
sobre o seu lado direito,
como eu te guardava do outro,noite e dia "...filha querida,pra ti, o mais aberto sorriso,o mais carinhoso abraço, as mais lindas flores....te amo

Angélica disse...

E repito eu os teus desejos, mami querida... obrigada :)

Que te cheguem de Deus todos os sorrisos e que sejam "nossos" ;)

Io ti amo moltooooooo!!!!

Mami disse...

Este Blog, anda meio parado ultimamente.Será falta de tempo ?
rsrsrs.Vamos movimentá-lo, então.

"Se um homem marcha com um passo diferente do dos seus companheiros
é porque ouve outro tambor "
(Henry Thoreau)
Beijos brasileiros,para os dois

Angélica disse...

Mami linda... atendi ao pedido :)
Saudades tuas!!

E comentando, que o tambor seja o bater dos nossos corações, sempre pronto para coordenar o seu compasso com a luz das nossas consciências...

Te amo :)
M.