quinta-feira, 28 de junho de 2007

Meu primeiro desafio



As palavras que seguem representam minha tentativa de corresponder ao teu desafio, querido Orfeu ...

Eu quero: "a Vida sempre assim"… como a música do imortal Tom Jobim…
Eu tenho: a certeza e a consolação da fé…
Eu acho:
que tenho ainda muito o que aprender, num longo caminho a percorrer…
Eu odeio: ver uma criança sofrer…

Eu sinto saudade:
das mulheres da minha vida… mamãe, vovó, ama e amigas…
Eu escuto: as trovoadas em tardes de verão e alegro-me…

Eu cheiro:
o perfume das rosas…
Eu imploro: forças para honrar todas as bênçãos que Deus me deu…

Eu procuro:
errar menos, acertar mais…
Eu arrependo-me:
de não ter escutado minha intuição mais vezes…
Eu amo:
a lista é longa hihi… mas citarei as pessoas que ajudam-me a transformar dores em doces sorrisos, ao reconhecer que a simples presença fraterna ou uma palavra de carinho pode despertar um conforto sem igual… minha família, portanto, que tanto apoio imerecido me concede, especialmente mamãe querida, vovó adorável, Alice amiga… C. e J., meus irmãos queridos… Minhas sobrinhas fofas, J. e M.… C. e C., minhas lindas priminhas… Os amigos do coração… B., B., C., E., F., K., K., K., L., M., N., N., S. (em ordem alfabética hihi)... T. e D., meus mais novos irmãozinhos, recém chegados e conhecidos (será?...) e também, meu querido e amorável poeta, cuja lira ecoa em todas as veras do meu coração e confere-me paz, alento, um sentimento de regresso ao meu próprio lar, a mim mesma…
Eu sinto dor:
quando as pessoas confundem o amor e a posse…
Eu sinto falta: de meu amado pai, já distante da vida física…

Eu importo-me:
com a alegria diária, em transformar cada momento num cântico de amor…
Eu sempre: penso que poderia ter feito mais e melhor do que fiz… e tento compensar na próxima oportunidade…

Eu não fico: disposta a comparações… sou eu mesma e faço a minha parte, esperando da Vida a resposta correspondente…
Eu acredito:
na Evolução a caminho do Bem… tudo, absolutamente tudo pode ser alterado para melhor… e quantas vezes surpreendemo-nos com o pequenino esforço que despendemos para um resultado maravilhoso…
Eu danço: duas vezes por semana com hora marcada e em todas as outras horas do dia também… quando não há ninguém olhando, claro… hihi

Eu canto: sempre, sempre, ainda que não articule a música em voz alta…
Eu choro: muito raramente… quem me conhece pessoalmente pode atestar a veracidade dessa afirmação… hihi
Eu falho: por omissão… quando desconsidero minhas próprias opiniões para agir de acordo ao senso comum…
Eu luto: para conquistar a mim mesma…
Eu escrevo:
aos amigos queridos, geralmente para dizer o quanto os amo e que a presença deles é fundamental para os meus sorrisos… mas também, quando requisitada por uma certa pessoa… a quem agrada-me ver sorrir…
Eu ganho: quando doo de mim mesma em favor de outrem…

Eu perco: as horas, esqueço o tempo, ignoro tudo… quando estou contigo…
Eu nunca:
permito que a tristeza invada o meu ser… é uma questão de honra convencer-me a cada minuto que a vida é linda e perfeita…
Eu confundo-me:
comigo mesma… hihi
Eu estou: vivendo um sonho… que importa aceitar e sentir… sem idealizações… muito embora as razões do coração pareçam independentes e libertos da minha vontade…

Eu sou:
alguém interessada em caminhar a passos contínuos em direção à Vida Maior, vivendo cada momento como único, pensando o futuro sem deixar de viver o presente e os presentes do viver…
Eu tenho esperança: na educação das crianças, sobretudo naquela que as aproxima de Deus…

Eu preciso: lembrar-me constantemente que o rio segue o seu curso, apesar da minha inércia…
Eu deveria: tentar avaliar a Vida sob um ponto de vista mais sério e austero? Acho que não… hihi

E, quebrando a tradição dos bloguistas, deixo em aberto a nomeação para o próximo desafiado... vejamos qual dos queridos amigos se habilita. Em último caso, serei tentada a seguir o caminho tradicional e escolher um felizardo... :)

Un affectionate piccolo bacio a tutti gli amici!!

sábado, 23 de junho de 2007

Meu primeiro sorriso



De tudo, meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.


Para inaugurar as alegres reflexões deste espaço, uma singela homenagem ao seu incentivador, senhor de todos os meus sorrisos!
Que sejamos sempre os amigos de hoje e que nossos corações permaneçam unidos na alegria que brota do amor desinteressado, fruto da afeição sincera, irmã da paz que retempera e consola...

Dolci baci per te!
Grazie per tutto!